Prefeitura Municipal de Espírito Santo do Pinhal - SP - Av. Washington Luis 50 - Jardim das Rosas - 19 3651 9699

Theatro Avenida
Biblioteca Municipal
Museu Municipal
Projeto Guri
 
Ao Departamento de Cultura e Turismo são atribuídas as competências de promover, difundir e apoiar as manifestações sociais e culturais do município que, de algum modo, contribuam para a sua divulgação e para destaque de seu potencial nos setores cultural e turístico. Dentre estas manifestações são destacadas: festas tradicionais, folclóricas, espetáculos teatrais, musicais, cinematográficos, exposições de artes plásticas e de artesanato.
O Departamento de Cultura também deverá incentivar o aprendizado das atividades artísticas de um modo geral, por meio de ações ou escolas de música, artes e cultura; incentivar a utilização da Biblioteca e Museu Municipal, com a preservação e manutenção de suas instalações e acervos; promover, desenvolver e apoiar atividades de atração turística em consonância com o Conselho Municipal de Turismo (Comtur); desenvolver políticas de preservação à Cultura e ao Patrimônio Artístico, Cultura e Arquitetônico do município.
 
Diretor : Paulo Stefani Tobias

 

V Semana Edgard Cavalheiro foi um sucesso

De 28 a 30 de setembro aconteceu a V Semana Edgard Cavalheiro, um evento realizado pela Casa do Escritor Pinhalense Edgard Cavalheiro com o apoio da Prefeitura Municipal de Espírito Santo do Pinhal.

O evento teve várias atrações, como a reinauguração da Biblioteca Edgard Cavalheiro, localizada na Associação Cultural Antonio Benedicto Machado Florence (antigo Casarão) e contou com a presença do presidente da Câmara Brasileira do Livro, Luís Antonio Torelli e uma oficina literária dirigida pela pedagoga Renata Ribeiro.

Na noite do dia 28, a abertura solene que contou com a presença do Prefeito Sergio Del Bianchi Junior, da presidente da Câmara Cristina Brandão Domingues, do presidente da Casa do Escritor, João Rozon, do diretor de Cultura Paulo Stefani Tobias, do professor Aparecido Evangelista de Assis, da Unipinhal e do presidente da CBL, Torelli, na composição da mesa.

Houve apresentação das crianças do Projeto Guri – Polo Espírito Santo do Pinhal e do música e poeta José Luiz Cavuto.

Nesta noite ainda aconteceu a premiação dos alunos dos 5º anos que participaram do concurso “Poetizando o Café” nas categorias Contos, Crônicas e Poemas.

A primeira noite encerrou-se com homenagens prestadas a três pessoas que muito contribuíram com a cultura na cidade: a professora Ana Maria Vieira Ribeiro, o ator Ary Oswaldo Leite da Silva e a escritora Marli de Alencar Xavier Bartholomei.

 

Segunda noite

No dia 29, aconteceu o esperado lançamento da Antologia Literária Pinhalense – volume 7, uma coletânea dos trabalhos literários de dezenas de escritores pinhalenses.

Os presentes puderam também assistir à palestra do escritor André de Leones mediada pelo jornalista Moacir Amâncio. Também houve a apresentação da peça “Eles não usam Black tie”, do grupo Viva Arte.

E encerrando a V Semana Edgard Cavalheiro, aconteceu a palestra da Monja Coen, momento que contou com a casa cheia. Os convites para esta palestra se esgotaram em poucas horas após serem disponibilizados.

A entrada para a palestra foi gratuita, mas os convites eram trocados por um quilo de alimento não perecível e foi arrecadada mais de meia tonelada de alimentos que foram entregues para o Instituto Bezerra de Menezes e para o Educandário de Menores, no último dia 4.

 

Biblioteca Edgard Cavalheiro

Dentro da programação da V Semana Edgard Cavalheiro, aconteceu na tarde da quinta-feira, 19, a reinauguração da Biblioteca Edgard Cavalheiro.

O prefeito municipal Sergio Del Bianchi Junior esteve presente ao evento, ressaltando a importância para a cultura do município poder contar com este importantíssimo acervo do ilustre pinhalense Edgard Cavalheiro, reconhecidamente um dos melhores biógrafos do país, autor da biografia de Monteiro Lobato.

No evento, também estiveram presentes o presidente da Casa do Escritor, João Batista Rozon; o vice-prefeito Dr. José Antonio Vergueiro Costa; o presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL), Luís Antonio Torelli; a organizadora do Prêmio Jabuti, Evelina Fyskatoris e o antigo responsável pelo acervo, Pedro Ferriani, que vem a ser primo de Edgard Cavalheiro.

Durante a solenidade, duas excelentes notícias para a cidade: Torelli comprometeu-se a doar para Pinhal todos os livros que estão concorrendo ao Prêmio Jabuti deste ano – o que corresponde a mais de 2000 títulos.

Torelli, que assumiu estar encantado pela cidade, mencionou que nas comemorações dos 60 anos do Prêmio Jabuti deseja que o vinho e o café servidos sejam todos pinhalenses.

 

 

 

 

120 anos da Escola Dr. Almeida Vergueiro

A Escola Estadual Dr. Almeida Vergueiro, um dos patrimônios históricos municipais, completou 120 anos no último dia 25. A cerimônia para comemorar o aniversário aconteceu na própria instituição escolar e contou com a presença do Prefeito Sergio Del Bianchi Junior e do Vice-prefeito, Dr. José Antônio Vergueiro Costa, que é bisneto de Almeida Vergueiro. Além do vice-prefeito, sua mãe, que é neta do homenageado que dá nome à escola, e seu filho, bisneto, também estiveram presentes, juntamente com a Diretora de Educação, Marilda Miglinski, e o Diretor de Cultura, Paulo Stefani Tobias. 

Os alunos da escola fizeram diversas apresentações, como a leitura da biografia do Dr. Almeida Vergueiro, música, dança e teatro. 

Como no dia 25 de agosto é comemorado o “Dia do Soldado”, o Tiro de Guerra também participou da cerimônia e se apresentou, enfatizando essa instituição que é de suma importância na nossa nação, as forças armadas. 

Biografia

José de Almeida Vergueiro, natural de Brazópolis, Minas Gerais, nasceu em 14 de outubro de 1859. Cursou medicina no Rio de Janeiro e se formou em 1882. Iniciou sua carreira médica na vizinha São João da Boa Vista, onde ficou por apenas seis meses, e depois se mudou para Espírito Santo do Pinhal. Foi casado com a Sra. Leonina Mendes Vergueiro, e teve quatro filhos: Maria, José, Valdomiro e Nestor. Além de médico, Dr. Almeida Vergueiro também era produtor de café. Foi um homem muito atuante na política, sendo deputado estadual em dois mandatos. Ele foi o responsável por trazer a primeira escola estadual para Pinhal, sendo a terceira de todo o estado de São Paulo, que mais tarde levou seu nome. 

Em eleição de 30 de Outubro de 1898, em que o voto era aberto, foi acometido de morte súbita ao assistir a declaração de voto contrário de um aliado, com apenas 39 anos. 

Escritor Ignácio de Loyola Brandão esteve em Espírito Santo do Pinhal pelo programa Viagem Literária

Espírito Santo do Pinhal recebeu, na última segunda, 14, o escritor e jornalista Ignácio de Loyola Brandão. A ilustre presença faz parte da programação do Viagem Literária, programa da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, em parceria com a prefeitura de Pinhal que visa movimentar bibliotecas com a realização de eventos para diversos públicos.

O Viagem Literária foi criado para disseminar o gosto pela leitura e dar protagonismo às bibliotecas públicas, além de incentivar a mediação da leitura e propagação da literatura contemporânea. É gerido pela Organização Social SP Leituras, responsável também pelo Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Estado de São Paulo (SisEB), a Biblioteca de São Paulo e a Biblioteca Parque Villa-Lobos.

O programa traz contadores de história, escritores e oficinas literárias.

Segundo a atendente da Biblioteca Municipal, Carla Augusta de Figueiredo, a cidade estava pleiteando o ingresso nesse programa há três anos e finalmente em 2017 foi possível essa inclusão e Pinhal.

Assim, este ano Pinhal já recebeu dois eventos de contação de história, a escritora infanto juvenil Babi Dewete e agora Ignacio de Loyola Brandão.

Geralmente, o programa prevê a realização de quatro atividades no ano, mas como está completando 10 anos em 2017, será realizada uma quinta atividade: para setembro, será realizada uma oficina criativa.

Ignacio de Loyola Brandão

Ignácio de Loyola Brandão é um contista, romancista e jornalista brasileiro que possui uma vasta produção literária, tendo sido traduzido para diversas línguas. Recebeu, entre vários prêmios, o Jabuti em 2008.

Tornou-se cronista do jornal "O Estado de S. Paulo" em 2005. Em 2008, o romance O Menino que Vendia Palavras, publicado pela editora Objetiva, ganhou o Prêmio Jabuti de melhor livro de ficção do ano. E, em 2016, recebeu da Academia Brasileira de Letras o Prêmio Machado de Assis pelo conjunto de sua obra.

Prefeitura irá desenvolver projeto de bibliotecas móveis para incentivar a leitura

A Prefeitura de Espírito Santo do Pinhal está desenvolvendo um projeto de incentivo à leitura, intitulado “Livro Vai, Livro Vem. Eu Leio e Você Também” e terá início no mês de agosto. Neste mês de julho, entretanto, o projeto está na fase de captação de livros.

Projetos semelhantes são desenvolvidos em vários países mas está sendo desenvolvido em Pinhal para incentivar ainda mais a leitura dos pinhalenses.

O projeto prevê a colocação de estantes com livros em diversos locais da cidade. As pessoas que se interessarem por algum livro, podem levá-lo e, em seguida, devolvem-no ou no mesmo local que retirou ou em alguma outra estante do projeto. O livro também pode ser repassado para outras pessoas.

Quem tiver interesse em doar livros para o projeto de bibliotecas móveis pode levar sua doação na biblioteca municipal de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

 

Serão aceitos livros de qualquer temática e gibis. Mas o projeto está necessitando principalmente de livros infantis.

 

Sociedade, entidades e Prefeitura realizaram festas juninas para idosos e deficientes visuais

Neste mês de junho o que não faltou foi alegria e diversão em diversas festas juninas realizadas em toda a cidade.

Além das festas realizadas em comunidades de bairro, escolas municipais, estaduais e particulares, em Pinhal
também foram realizadas várias festas para os idosos e portadores de deficiência visual.

No início de junho, o Centro Dia do Idoso realizou uma festa que reuniu os integrantes do grupo Olhos da Alma,
e os idosos do Lar da Terceira Idade.

Há quinze dias, foi a vez do Lar da Terceira Idade realizar seu próprio “arraiá” e retribuir o convite,
recebendo os idosos do Centro Dia e os integrantes do Olhos da Alma.

Na última semana, a comunidade do entorno da Praça Rio Branco se reuniu e promoveu
uma festividade para idosos e deficientes visuais.